Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.unisantos.br/handle/tede/922
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Portadores de transtorno psicótico e a utilização dos serviços de saúde no contexto da estratégia de saúde da família
metadata.dc.creator: Castro, Claudia Viviane de
metadata.dc.contributor.advisor1: Andreoli, Sergio Baxter
metadata.dc.contributor.referee1: Andreoli, Sergio Baxter
metadata.dc.contributor.referee2: Bousquat, Aylene Emília
metadata.dc.contributor.referee3: Quintana, Maria Inês
metadata.dc.contributor.referee4: Martin, Denise
metadata.dc.description.resumo: Apesar da baixa prevalência na população geral (de 0,5% a 1,0%), os transtornos psicóticos representam elevada sobrecarga para a sociedade. Estes indivíduos necessitam de cuidados contínuos em função da gravidade e persistência dos sintomas, e estes nem sempre estão disponíveis nas comunidades. Objetivo: Identificar sujeitos portadores de sintomas para transtorno psicótico dentro da população cadastrada na Unidade de Saúde da Família do Bairro Perequê, cidade de Guarujá/SP e avaliar o uso que fazem do serviço público de saúde disponível. Método: É um estudo de corte transversal em duas etapas subsequentes. Na primeira etapa, foi aplicado um questionário (SRQ-30) a 527 sujeitos entre homens e mulheres maiores de 15 anos, cadastrados na equipe 12 da Unidade de Saúde da Família do bairro Perequê. Os sujeitos que apresentaram 03 ou 04 respostas positivas para sintomas de transtorno psicótico (questões 21, 22, 23, 24) nesta primeira etapa, responderam a entrevista clínica (LCRF) com informações sobre o uso que estes fazem do serviço público de saúde. Resultado: Na primeira etapa, 51,4% apresentaram ao menos uma das respostas positivas para transtorno psicótico e 8,5% (n=45) apresentaram 03 ou mais respostas positivas. Destes, 34 participaram da segunda etapa, em sua maioria mulheres, em união estável, com características de baixo grau de escolaridade, com índice de desemprego de 38,2% e 85% deles com renda per capita até um salário mínimo. Nota-se utilização atual baixa dos serviços especializados em saúde mental (5,9%), sendo a maior frequência em consultas com o clínico geral, seja em PS ou UBS. Cinquenta e nove por cento dos sujeitos não têm ou não conhece sua hipótese diagnóstica, 50% fazem tratamento medicamentoso, a maioria iniciado por psiquiatra. Houve 11,8% de casos de internações em hospital psiquiátrico e 11,8% de casos de tentativas de suicídio. Conclusão: A população estudada apresenta elevada prevalência de sujeitos com sintomas para transtorno psicóticos e buscaram preferencialmente atendimento médico em pronto socorro ou em atenção básica não especializada. Este resultado reflete uma dificuldade na continuidade do acompanhamento a esses pacientes por parte dos serviços especializados em saúde mental e reforça a importância do preparo do clínico geral e de toda a equipe de saúde da família para suprir essa necessidade, auxiliando na identificação de caso, acompanhamento, suporte familiar e como facilitadora da inserção social.
Abstract: Despite the low prevalence in the general population ( 0,5% to 1,0% ) , psychotic disorders represent high burden on society. These individuals require continuous depending on the severity and persistence of symptoms care, and these are not always available in the communities. Objective: To identify subjects with psychotic disorder within the population registered in the Health Unit Family Neighborhood Perequê city of Guaruja /SP and evaluate their use of the public health service available. Method: It is a cross-sectional study in two subsequent steps. In the first step, a questionnaire (SRQ - 30) was applied to 527 subjects between men and women older than 15 years, enrolled in the 12 team of the Family Health Unit Perequê neighborhood. Subjects with 03 or 04 positive responses to symptoms of psychosis (questions 21, 22, 23, 24) in this first stage, answered the clinical interview (LCRF) with information on the use they make of the public health service. Results: In the first stage, 51.4 % had at least one of the positive responses to psychotic disorder and 8.5 % (n = 45) had 03 or more positive responses. Of these, 34 participated in the second stage, mostly women, in a stable relationship with characteristics of low educational level, with an unemployment rate of 38,2 % and 85 % with per capita income up to minimum wage. Note - if current low use of specialized mental health services (5.9%), with an increased frequency of consultations with the general practitioner, either in PS or UBS. Fifty -nine percent of the subjects do not have or do not know their diagnosis, 50 % are drug treatment, most initiated by psychiatrist. There were 11,8% of cases of admissions to psychiatric hospital and 11,8 % of cases of suicide attempts. Conclusion: The study population has a high prevalence of subjects with psychotic symptoms of mental disorder and preferably seeking care in emergency rooms or primary care unskilled. This result reflects the lack of specialized mental health services and reinforces the importance of the preparation of the general practitioner and the whole team of family health for case identification, monitoring, family support and as a facilitator of social inclusion.
Keywords: transtorno mental; serviços de saúde; saúde da família; transtorno psicótico
mental disorder; health services; family health; psychotic disorder
metadata.dc.subject.cnpq: SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Santos
metadata.dc.publisher.initials: Católica de Santos
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Sociais Aplicadas e Saúde
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Saúde Coletiva
Citation: CASTRO, Cláudia Viviane de. Portadores de transtorno psicótico e a utilização dos serviços de saúde no contexto da estratégia de saúde da família. 2013. 51 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Católica de Santos, Santos, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://tede.unisantos.br/handle/tede/922
Issue Date: 17-Dec-2013
Appears in Collections:Mestrado em Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Claudia Viviane de Castro.pdfDissertação_Mestrado em Saúde Coletiva174,61 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.