Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.unisantos.br/handle/tede/517
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Os desafios do transporte de açúcar no Porto de Santos
metadata.dc.creator: Gomes, Claudio Roberto
metadata.dc.contributor.advisor1: Cunha, Icaro Aronovich da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Claro, José Alberto Carvalho dos Santos
metadata.dc.description.resumo: A movimentação e o armazenamento de cargas deixaram um plano secundário no cenário da logística, para assumir sua vital importância na cadeia de suprimentos, que representa a efetiva competição transnacional. Nesse sentido, o melhor gerenciamento logístico determina a redução de custos e a agregação de valor ao agribusiness. Nesta Dissertação se apresenta os conceitos de logística, aplicados no processo da movimentação, armazenagem e embarque, concentra seu foco na distribuição física um para um , que indica a forma utilizada da carga o FTL - Full Truck Load, com uma visão macro do processo de distribuição para empresas que se utilizam do Porto de Santos como meio de exportação do açúcar. O Brasil é o maior exportador mundial de açúcar e dominará cada vez mais o mercado, nos próximos dez anos. Esta é uma das conclusões do relatório Perspectivas Agrícolas da Organization For Economic Co-Operation and Development -OCDE (2010), para o período 2.006/2.015. O Porto de Santos é o porto que mais movimenta açúcar no Brasil, portanto o que mais movimenta açúcar no mundo, justificando-se então sua escolha como local de pesquisa, e as unidades de análise por sua vez, são as empresas que mais movimentam açúcar no Porto de Santos. A pesquisa é um estudo qualitativo de natureza exploratória, que se norteou pela abordagem de Estudos de Casos Múltiplos com duas empresas arrendatárias de terminais portuários. A seleção das unidades de análise,foi feita por tipicidade, utilizando critérios de representatividade do setor. Os resultados obtidos, explicitam que os terminais estudados, funcionam como apoio logístico no embarque do açúcar. As questões relevantes, à medida que se analisam o dilatamento do lead time, são a falta de retroárea para instalação de armazéns e o gap logístico, causado pela falta de um plano de contingência para armazenagem do açúcar. A identificação dos trade-offs, revela que eles estão localizados na área da chegada à Baixada Santista, até a armazenagem do açúcar, confirmando que os congestionamentos na área portuária ocorrem a partir do esgotamento da capacidade de sua armazenagem, e em efeito cascata, atingindo o entorno da região portuária, e as rodovias de acesso ao Porto de Santos. Com isto, pudemos constatar que o gargalo logístico não é provocado pela ineficiência dos equipamentos e a tecnologia utilizada, tampouco é causado pela falta de qualificação da mão de obra utilizada, ou por deficiência de tecnologia empregada no processo de descarregamento da carga de açúcar.
Keywords: conteinerização
transporte de açúcar
armazenagem
Porto de Santos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Católica de Santos
metadata.dc.publisher.initials: Católica de Santos
metadata.dc.publisher.department: Organização e gestão
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Gestão de Negócios
Citation: GOMES, Claudio Roberto. Os desafios do transporte de açúcar no Porto de Santos. 2011. 102 f. Dissertação (Mestrado em Organização e gestão) - Universidade Católica de Santos, Santos, 2011.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://tede.unisantos.br/handle/tede/517
Issue Date: 26-May-2011
Appears in Collections:Mestrado em Gestão de Negócios

Files in This Item:
File SizeFormat 
claudio roberto.pdf1,23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.