Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.unisantos.br/handle/tede/3421
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Estratégias de enfrentamento e significados de câncer incurável entre usuários de um serviço ambulatorial de oncologia da Baixada Santista.
metadata.dc.creator: Maia, Thais Laudares Soares
metadata.dc.contributor.advisor1: Inoue , Silvia Regina Viodres
metadata.dc.contributor.referee1: Inoue, Silvia Regina Viodres
metadata.dc.contributor.referee2: Stamato, Maria Izabel Calil
metadata.dc.contributor.referee3: Coviello, Denise Martin
metadata.dc.description.resumo: O câncer é um grave problema de saúde pública. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima em 27 milhões de novos casos de câncer para o ano de 2030 em todo o mundo. No Brasil, o frequente diagnóstico de câncer em fase avançada resulta no atraso do tratamento e inviabiliza as possibilidades de cura. Atualmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) preconiza aos pacientes com câncer, sem possibilidades de cura, a abordagem em cuidados paliativos, que ainda é recente, restrita e pouco consolidada nos serviços de saúde. O estudo teve como objetivo analisar as estratégias de enfrentamento e significados do câncer sem possibilidade de cura em usuários de um serviço ambulatorial de oncologia do SUS. Foi realizado estudo qualitativo com entrevistas semiestruturadas com 11 participantes de ambos os sexos, idade a partir de 18 anos e diagnosticados com câncer sem possibilidades de cura. Os resultados foram analisados nas seguintes categorias empíricas: 1) Tristeza e esperança; 2) processo de adoecimento; 3) ¿eu não quero essas palavras¿; 4) contexto não clínico; 5) vontade divina; 6) o conforto da família; 7) adoecimento e perdas; 8) dor orgânica e existencial; 9) aspectos psicossociais do adoecimento; e 10) a eminência da morte nos serviços de saúde. Identificou-se a necessidade de refletir sobre os aspectos relacionais e de cuidados que envolvem os pacientes sem possibilidades de cura, considerando o avanço da medicina e da tecnologia e, por outro lado, o necessário resgate aos aspectos humanísticos da relação entre profissionais de saúde e os pacientes.
Abstract: Cancer is a serious public health problem. The World Health Organization (WHO) considers in 27 million new cases of cancer by the year 2030 in the whole world. In Brazil, the frequent diagnose of cancer in advanced phase results in a delay of treatment and invalidate possibilities of cure. Nowadays, the Unique Health System (UHS) advocates to the patients with cancer, without possibilities of cure, the approach in palliative cares that is still recent, limited and little consolidated in health services. The study had as objective to analyse the strategies of confrontation and meanings of cancer without possibility of cure in users of outpatient oncology service from UHS. It was done a qualitative study with semi-structured interviews with 11 participants of both sexes, age from 18 years old and diagnosed with cancer without possibilities of cure. The results were analysed in the following reaction categories: 1) sadness and hope; 2) process of sickness; 3) ¿I don¿t want these words¿; 4) non-clinical context; 5) God¿s will; 6) family comfort; 7) sickness and losses; 8) organic and existential pain; 9) psychosocial aspects of sickness; and 10) eminence of death in health services. One identified the need of reflecting about the relational aspects and cares that envolve the patients without possibilities of cure, considering the advance of medicine and of technology and on the other hand, the need to rescue the human relation aspects between health professionals and patients.
Keywords: estratégias de enfrentamento; significados; câncer avançado sem possibilidade de cura; cuidados paliativos; SUS
confronting strategies; meanings; advanced cancer; without possibility of cure; palliative cares; UHS
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Santos
metadata.dc.publisher.initials: Católica de Santos
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Sociais Aplicadas e Saúde
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Saúde Coletiva
Citation: MAIA, Thais Laudares Soares. Estratégias de enfrentamento e significados de câncer incurável entre usuários de um serviço ambulatorial de oncologia da Baixada Santista. 2017. 129 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Católica de Santos, Santos, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://tede.unisantos.br/handle/tede/3421
Issue Date: 21-Feb-2017
Appears in Collections:Mestrado em Saúde Coletiva
Mestrado em Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Thais Laudares Soares Maia.pdfDissertação_Mestrado em Saúde Coletiva2,33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.