Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.unisantos.br/handle/tede/1142
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A vida no cárcere e a atenção à saúde dos detentos no centro de detenção provisória Dr. Luis César Lacerda de São Vicente/SP
Other Titles: Life in Prison and Health Care of Detainees
metadata.dc.creator: Lima, Eliana Oliveira Pedreira
metadata.dc.contributor.advisor1: Pinto, Rosa Maria Ferreiro
metadata.dc.contributor.referee1: Pinto, Rosa Maria Ferreiro
metadata.dc.contributor.referee2: Cohn, Amélia
metadata.dc.contributor.referee3: Carneiro Junior, Nivaldo
metadata.dc.description.resumo: Compreender como se processam as relações na vida cotidiana do cárcere e avaliar a situação da atenção à saúde do detento no CDP de São Vicente/SP foi o principal objetivo desse estudo que teve como objetivos específicos conhecer as condições de vida dos detentos no CDP de São Vicente/SP; verificar como se detectam as doenças antes e durante o processo do encarceramento no CDP de São Vicente/SP; conhecer as ações desenvolvidas pelos profissionais de saúde e formas de tratamento das doenças dos detentos; Identificar quais as queixas dos detentos do CDP de São Vicente/SP em relação à atenção à saúde do detento. Trata-se de pesquisa qualitativa realizada no Centro de Detenção Provisória Dr. Luiz Cesar Lacerda de São Vicente, São Paulo, tendo como sujeitos dez presos e uma profissional da área da saúde que atua na unidade prisional. Com os detentos e com a profissional de saúde, o instrumento utilizado foi a entrevista semiestruturada. A coleta de dados ocorreu durante os meses de julho a dezembro de 2011. Os resultados revelaram que o perfil dos detentos não difere do encontrado em outros estudos. Dos dez detentos, quatro estão na faixa dos 20 aos 30 e os seis restantes entre 31 e 40 anos. A baixa escolaridade foi confirmada, pois dois não concluíram o ensino fundamental e oito completaram o ensino fundamental. Quanto ao estado civil, três são solteiros e sete casados. No que diz respeito ao número de filhos, três presos não tem filho, quatro tem até dois filhos, dois de três a quatro filhos e apenas um detento têm cinco ou mais filhos. A cor auto-declarada também se confirmou, sendo que pardos e negros somam nove presos e apenas um branco. Sete detentos são da Baixada Santista e três oriundos de outras cidades do Estado de São Paulo. Sete são reincidentes e três primários, e ainda, oito recebem visitas regularmente e dois nenhum tipo de visita. A profissional é do gênero feminino, 50 anos de idade e, trabalha há nove anos e seis meses na SAP, todo esse período no CDP de São Vicente. A análise dos dados se deu a partir de dois eixos temáticos: a vida no cárcere e atenção à saúde do detento. O cotidiano prisional é marcado pela ociosidade, relações de poder e estratégias de sobrevivência. Na atenção à saúde do detento foi constatado que os presos são minimamente assistidos, pois há falta de profissionais de saúde, como, médico e enfermeiro e, a distribuição de medicamentos só é regular quando se refere à Tuberculose, doenças mentais e HIV. Nos demais casos, há demora no atendimento e medicação por parte da unidade prisional e geralmente são os familiares que trazem os medicamentos. No tocante à alimentação, essa constitui insatisfação geral, embora seja um componente importante para a manutenção da saúde. A pesquisa buscou evidenciar um recorte da realidade vivida pelos presos quanto à atenção à saúde no CDP de São Vicente.
Abstract: Understand how to process the relations in everyday life of prison and evaluate the situation of health care in the detainee CDP São Vicente/SP was the main objective of this study aimed to ascertain the specific living conditions of detainees in the town of São Vicente/SP; see how they detect diseases before and during incarceration in the town of São Vicente/SP; know the actions taken by health professionals and ways to treat diseases of the detainees; identify which inmates' complaints of CDP São Vicente/SP in relation to health care of the detainee. This is qualitative research conducted in Provisional Detention Center Dr. Luis Cesar Lacerda de São Vicente, São Paulo, and ten prisoners as subjects and a health care professional who works in the prison unit. With detainees, the instrument used was a semi-structured interview and the professional, open interview with script. Data collection occurred during the months from July to December 2011. The results revealed that the profile of inmates does not differ from that found in other studies. Of the ten inmates, four are in the range of 20 to 30 and the remaining six between 31 and 40 years. The low education level was confirmed, as two did not complete primary school and eight complete elementary school. Regarding marital status, three singles and seven are married. Regarding the number of children, three prisoners have no son, four even has two sons, two of three to four children and only one inmate have five or more children. The color self-declared also confirmed, with browns and blacks add nine prisoners and one white. Seven inmates are from Baixada Santista and three from other cities in the state of São Paulo. Seven primary and three are repeat offenders, and still, eight and two regularly receive visits any visit. A professional is female, 50 years old and worked for nine years and six months in SAP, throughout this period in the town of São Vicente. The analysis of data was based on two main themes: life in prison and the inmate health care. The everyday prison is marked by idleness, power relationships and coping strategies. In health care the inmate was found that prisoners are assisted minimally, because there is a shortage of health professionals, such as doctors and nurses, and the distribution of drugs is only regulate when it comes to TB, HIV and mental illness. In other cases, there is delay in treatment and medication from the prison unit and are usually family members who bring drugs. With regard to food, this is general dissatisfaction, although it is an important component to maintaining health. The research sought to show a clip from the reality experienced by prisoners regarding health care in the town of São Vicente.
Keywords: vida no cárcere; atenção à Saúde do detento; sistema penitenciário
life in prison; health care of inmate; prison system
metadata.dc.subject.cnpq: SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Santos
metadata.dc.publisher.initials: Católica de Santos
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Sociais Aplicadas e Saúde
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Saúde Coletiva
Citation: LIMA, Eliana Oliveira Pedreira. A vida no cárcere e a atenção à saúde dos detentos no centro de detenção provisória Dr. Luis César Lacerda de São Vicente/SP. 2013. 108 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Católica de Santos, Santos, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://tede.unisantos.br/handle/tede/1142
Issue Date: 5-Jun-2013
Appears in Collections:Mestrado em Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ELIANA OLIVEIRA PEDREIRA LIMA.pdfDissertação_Mestrado em Saúde Coletiva800,88 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.